Seja bem vindo à nosso site

Vivendo com gratidão a Deus

“E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos.” (Colossenses 3:15)

Paulo escreve aos crentes de Colossos dizendo que se a paz de Deus dominasse em seus corações eles seriam agradecidos. O homem natural, dirigido pela carne, tem uma tendência muito forte para a ingratidão. Ele se torna incapaz de reconhecer os muitíssimos feitos do Senhor e também de render-lhe graças por eles. Já o fiel diz como o salmista: “Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios.” (Salmos 103:2)

O homem carnal não consegue ser agradecido, ele não consegue sequer crer em Deus, quanto mais render-lhe graças pelas suas obras. Todos os milagres tremendos de Deus acontecem bem diante dos seus olhos, mas ele não consegue velos porque eles estão escondidos na naturalidade.

Como todos os dias o sol nasce, os bebês ganham a vida, os pulmões se enchem de ar, as fontes jorram a água, a terra produz o mantimento e tantos outros milagres acontecem, então tudo isto se tornou muito comum. Por isso os incrédulos e ingratos não se dão conta de que alguém está provendo tudo isto. Não se lembram de agradecê-lo, nem mesmo creem nele, ainda que digam que creem, mas as suas obras provam o contrario.

Todos nós seres humanos, sem exceção, recebemos algumas centenas ou milhares de favores da parte do Criador todos os dias. Mas o que poderíamos fazer para tentar retribui-lhe ou agradecer-lhe?  O Espirito Santo disse através do salmista que a única coisa que podemos fazer é invocar o nome do Senhor e tomar posse da salvação que ele nos oferece pela sua graça: “Que darei eu ao SENHOR, por todos os benefícios que me tem feito? Tomarei o cálice da salvação, e invocarei o nome do Senhor.” (Salmos 116:12-13) Portanto, deixar de buscar a Deus e não procurar a sua salvação é o maior ato de ingratidão que o homem pode cometer.

E para aquele que pela fé se torna filho de Deus e herdeiro da sua bendita salvação a vontade do Pai que ele aprenda em tudo ser agradecido: “Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.” (I Tessalonicenses 5:18) Como é maravilhoso o exemplo de Jó, que mesmo em meio a forte luta soube bendizer e adorar a Deus, por isto foi ele tremendamente honrado pelo criador, haja vista que o inimigo foi envergonhado em sua vida. E nós? Temos também envergonhado o inimigo?

A despeito de qualquer circunstância, o lugar do justo é na casa de Deus lhe servindo com alegria, entrando na sua presença com gratidão, é assim que nos ordena a sua palavra: “Entrai pelas portas dele com gratidão, e em seus átrios com louvor; louvai-o, e bendizei o seu nome.” (Salmos 100:4) Os que agem assim alcançam o seu favor!

Buscando permitir que a paz de Deus domine inteiramente o meu coração para que assim eu aprenda a ser agradecido.

Sidone Gouveia

 

Autor