Seja bem vindo à nosso site

O segredo da firmeza é ter o Senhor como esperança

A vida é feita de escolhas. Isto é um fato. Muitas das vezes as conseqüências de nossas decisões incidem, de maneira positiva ou negativa, na vida dos outros – e também o inverso disto. Muitas pessoas, não suportando o peso de suas próprias decisões ou do resultado das decisões alheias, acabaram perdendo a esperança e tirando suas próprias vidas.

Outras podem até não terem se matado propriamente dito, mas criaram um mecanismo abortivo de sonhos dentro de si, de modo que – embora não estejam mortas– não vivem, mas passaram a “vegetar”.

Pessoas que vivem dramas causados por problemas que criaram por suas próprias decisões ou que foram criados por decisões alheias, sempre tendem a desanimar, a perder a firmeza, se entregar a circunstancia. Se elas pudessem tomar um “elixir” do revigoramento, com certeza pagariam milhões, outras até trocariam tudo que tem por tal alivio. Só que viver sem problemas é impossível. Ou seja, nunca iremos viver sem problemas, mas o que precisamos é aprender a viver em meio e/ou apesar dos problemas.

No livro de Jeremias, no capítulo 17, versículos 7 e 8, está uma revelado um segredo que é de fundamental importância para aqueles que almejam viver apesar dos problemas. Vamos ler? : “Bendito o homem que confia no Senhor, e cuja esperança é o Senhor. Porque será como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto.”

O profeta está dizendo que se confiarmos no Senhor, e se o Senhor for nossa esperança, haveremos de ser com uma árvore plantada em um local de irrigação constante, e que por isso, as circunstancias da vida não nos farão perder as folhas (ficar sem esperança), e que, embora haja seca em todos os lugares, estaremos regados e jamais deixaremos de frutificar (ou sonhar, ou realizar).

Mas o que significa ter o Senhor como esperança?  Significa fazer com que nossos projetos de vida, desde os mínimos detalhes, estejam concordando com os de Deus. Ou seja, saber qual é a vontade de Deus para nossas vidas, e viver conforme ela.

Quanto a isso, o apostolo Paulo alertou os irmãos de Roma: “Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” (Rm 12.2). Se estivermos amoldados conforme os padrões de Deus, sempre iremos “frutificar” – pois a vontade do Senhor jamais se frustra (Jó 42.2).

por Fernando Pereira

Autor