Seja bem vindo à nosso site

Nossa reconciliação com Deus

Nossa reconciliação com Deus

Romanos 5:1-11

1 – TENDO sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo;
2 – Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus.
3 – E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência,
4 – E a paciência a experiência, e a experiência a esperança.
5 – E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.
6 – Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios.
7 – Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer.
8 – Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.
9 – Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira.
10 – Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida.
11 – E não somente isto, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual agora alcançamos a reconciliação.

A nossa justificação

Trecho em destaque: “Tendo sido, pois, justificados pela fé” (v.1).

Estavamos na condição de inimigos de Deus, por causa dos nossos pecados. O primeiro passo para a nossa reconciliação, que por sinal partiu de Deus, foi a justificação.

Você sabe o que significa justificação?

O dicionário define assim: Ato de justificar. Prova por meio de título ou testemunho. Razão, explicação, motivo. Justificativa; desculpa.

Em uma visão espiritual, justificação é o ato de tornar justo e sem culpa aquele que se tornou abominável a Deus por causa do pecado. E por mais que as religiões apresentem receitas para isso, como o chamado purgatório ou a pratica da caridade assistencial, a palavra da verdade é incisiva em dizer que houve um único ato que foi capaz de realizar esta obra entre a humanidade: “por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de vida.”(Romanos 5:18) Este ato, pois, foi a morte sacrificial de Cristo: “O qual por nossos pecados foi entregue, e ressuscitou para nossa justificação.” (Romanos 4:25) É a morte de Cristo na cruz, e somente ela, que é capaz de reconciliar o homem com Deus tornando-o justo diante dele.

Mas o versículo em questão diz: “justificados pela fé”, se foi a morte vicária (em lugar doutro) de Cristo que tornou capaz a nossa justificação diante do Criador, onde entra então a fé? Apesar de Cristo ter se oferecido na cruz por todos, só se beneficiarão do seu sacrifício aqueles que verdadeiramente crerem nele e no poder purificador de seu sangue. Em seu famoso discurso na sinagoga de Antioquia da Pisídia, o Apostolo Paulo disse: “E de tudo o que, pela lei de Moisés, não pudestes ser justificados, por ele é justificado todo aquele que crê.” (Atos 13:39) O sacrifício de Cristo em si contém o poder de purificar, mas o homem só pode ter acesso a ele por meio da fé, crendo no seu magnifico nome.

Agora, depois de crer, e ter acesso à justificação pela graça salvadora de Cristo, já não somos mais estranhos e nem inimigos de Deus, mas herdeiros dele e co herdeiros de Cristo. “Para que, sendo justificados pela sua graça, sejamos feitos herdeiros segundo a esperança da vida eterna.” (Tito 3:7) Você vive esta esperança? Você já está entre os herdeiros?

Feito herdeiro pela graça, justificado pela cruz

Sidone Gouveia

Autor