Seja bem vindo à nosso site

Buscando primeiro o Reino

“Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” (Mateus 6:33)

O ser humano possui uma enorme tendência de se preocupar muito com a provisão de suas necessidades materiais, Jesus nos ensina que a única preocupação que devemos ter a de dar prioridade na busca do reino de Deus. Feito isto, ele nos promete que o mais nos será automaticamente acrescentado.

O salmista, depois de uma longa experiência de vida, também confessou ser testemunha de que o Senhor jamais desampara nem deixa de providenciar o necessário para os que o buscam em primeiro lugar: “Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua semente a mendigar o pão.” (Salmos 37:25)

Para Deus suprir a necessidade dos que lhe são fiéis ele realiza muitas vezes o improvável, para sustentar o profeta Elias ele enviou corvos, depois multiplicou a farinha e o azeite de uma viúva pobre, mas mantimento não faltou ao seu servo. Algum tempo depois, para dar sustento ao profeta Eliseu e o remanescente da cidade de Samaria, pois esta estava sitiada pelos inimigos e privada de mantimento, Deus não fez mais do que provocar um barulho, um simples barulho de um exercito, e todos estes inimigos fugiram desesperados deixando muita comida e bens para trás, os quais fartaram os servos de Deus e até os ímpios que estavam com eles.

Jesus nos ensina que o motivo pelo qual devemos dar prioridade em trabalhar para o reino de Deus é por que assim não estaremos trabalhando por uma comida que é corruptível, mas por algo que perdura para a eternidade: “Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna” (João 6:27)

Os que buscam as coisas desta vida se esforçam muito para alcança-las, os que traçam objetivos neste mundo se impõem regras a fim de atingi-los. A bíblia diz que da mesma forma devem os santos se empenhar na busca das coisas espirituais: “Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível.” (I Corintios 9:24-25)

O cristão não pode se deixar seduzir pelo dinheiro, pois, caso isto aconteça, ele começará a servi-lo e não poderá mais servir ao seu Deus: “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.” (Mateus 6:24)

Alguns hoje imaginam que por que Deus é o dono do ouro e da prata, todos os que lhe servem devem ser ricos nesta vida. A palavra de Deus, porém, nos adverte que a comunhão com o Senhor só é fonte de lucro para aqueles que aprendem o contentamento: “Mas é grande ganho a piedade com contentamento. Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele. Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes.” (I Timóteo 6:6-8)

Viver o contentamento significa estar feliz com o cuidado de Deus para com as nossas vidas na provisão das coisas necessárias, independentemente de podermos usufruir dos luxos que o dinheiro pode comprar. E no que tange estas nossas necessidades o Senhor Jesus nos disse que podemos estar despreocupados, pois aquele que nos deu a vida não nos deixará faltar o simples sustento dela: “Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?” (Mateus 6:25)

O Senhor cuida muito bem dos seus!

Experimentado da provisão e do cuidado de Deus. Buscando priorizar os interesses do reino, pois assim terei tesouro no céu.

Sidone Gouveia

Autor